Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

PINGOS ONLINE (aetcf)

Jornal Online-Divulgação de informação e atividades em tempo real das Escolas do AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE TONDELA CÂNDIDO FIGUEIREDO-Rua António Quadros nº 9 - 3460 - 521 Tondela; Telefone: 232 819 050

PINGOS ONLINE (aetcf)

Jornal Online-Divulgação de informação e atividades em tempo real das Escolas do AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE TONDELA CÂNDIDO FIGUEIREDO-Rua António Quadros nº 9 - 3460 - 521 Tondela; Telefone: 232 819 050

Valoriz´Art Barro Preto! Um elemento, vários olhares!

02.07.21 | pingosonline

No passado dia 15 de junho, todas as turmas da EB 1 de Molelos (1.º, 2.º, 3.º e 4.º anos) deram vida a mais uma das ações do nosso Projeto Cultural de Escola, inserido no Plano Nacional das Artes.

Valoriz´Art Barro Preto! Um elemento, vários olhares! foi o mote para a simbiose perfeita entre a música, a poesia e a arte.

Envolvidos nas tradições e costumes da terra de Molelos, os alunos foram desafiados a declamar poesias da autoria de António Macarinho, a “olharem e (re) interpretarem”, através do desenho a carvão e lápis de cor, a emblemática “Cantarinha dos Segredos” que culminou numa exposição e, claro, acompanhamento musical ao vivo, um elemento transversal a toda a atividade.

Esta atividade procurou sensibilizar os alunos para a importância da valorização do nosso património, da Arte da Olaria em Barro Preto no panorama cultural local. Pretendeu envolver a comunidade local nos processos formativos dos alunos e criar/fomentar a aproximação de gerações e saberes.

Tornando esta tarde mais rica e emotiva, estiveram presentes a participar connosco, os atores, Zé Rui e Pedro Sousa da ACERT; Gustavo Dinis, residente artista da ACERT; Luís Lourosa, oleiro; o autor das poesias recitadas pelos alunos, António Macarinho e Manuel Martins, fotógrafo.

Os alunos e professoras titulares, demonstraram total entrega e empenho para que a atividade fosse um sucesso.

A todos/as envolvidos um muito obrigado! 

Fica aqui uma pequena amostra do trabalho desenvolvido.

A coordenadora PCE do AETCF, Carla Santos

Ver vídeo