Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

PINGOS ONLINE (aetcf)

Jornal Online-Divulgação de informação e atividades em tempo real das Escolas do AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE TONDELA CÂNDIDO FIGUEIREDO-Rua António Quadros-Apartado 503460 - 521 Tondela; Telefone: 232 819 050

PINGOS ONLINE (aetcf)

Jornal Online-Divulgação de informação e atividades em tempo real das Escolas do AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE TONDELA CÂNDIDO FIGUEIREDO-Rua António Quadros-Apartado 503460 - 521 Tondela; Telefone: 232 819 050

Coimbra é uma lição!... Visita de estudo pelos alunos do 10º ano do Curso Profissional de Turismo Ambiental e Rural

coimbra.png

 

 

No dia 22 de maio, a turma do 10º ano do Curso Profissional Técnico Ambiental e Rural realizou uma visita a Coimbra.

A visita iniciou-se no Mosteiro de Santa Clara, com visita guiada, na qual se conheceram espaços interiores e exteriores e a vida e história da Rainha Santa Isabel. Local imponente e sumptuoso, com vista panorâmica para a cidade de Coimbra onde se sente paz e tranquilidade.

De seguida, realizou-se a visita aos jardins da Quinta das Lágrimas, intrinsecamente ligado à história de Pedro e Inês, possibilitou a leitura das estrofes de Lusíadas junto da Fonte das Lágrimas que deve seu nome a Luís de Camões, a visita à Fonte dos Amores e desfrutar da riquíssima flora envolvente. Visitou-se também o Jardim Medieval, o Jardim Romântico, a Mata e o anfiteatro designado Colina de Camões.  

Após o almoço percorreu-se a baixa de Coimbra apreciando os espaços comerciais, arquitetónicos e religioso. O percurso culminou no Parque Verde no qual está instalada a exposição “Floresta”.

A visita possibilitou consolidar conhecimentos adquiridos em sala de aula, associar espaços e personagens da literatura e da história portuguesa, analisar o potencial turístico e ambiental dos diferentes espaços visitados.

Em Coimbra as aprendizagens foram muitas e transversais. Coimbra é uma lição, …

Concurso “Mentes Brilhantes 2018”

1.jpg

Equipas participantes do Agrupamento de Escolas de Tondela Cândido Figueiredo

1º Ciclo Centro Escolar de Tondela, 2º Ciclo da EB de Tondela e 2º Ciclo da Prof. Mota Pinto- Lajeosa

2.jpg

Equipa do 2º Ciclo da EB de Tondela vencedora do concurso Mentes Brilhantes 

O concurso “Mentes Brilhantes” é dinamizado pelo Departamento de Ciências Exatas e Naturais da Escola Superior de Educação de Viseu (ESEV) e é destinado a alunos do 1.º e 2.º Ciclos do Ensino Básico do distrito de Viseu. Participam várias equipas do distrito de Viseu, constituídas por três elementos cada uma. Cada escola pode inscrever uma equipa formada por três alunos do 1.º Ciclo do Ensino Básico e uma equipa formada por três alunos do 2.º Ciclo do Ensino Básico.

Tem como principais finalidades: fomentar o gosto pela Matemática; desenvolver a capacidade de resolução de problemas; promover a utilização da Matemática numa perspetiva lúdica e incentivar o espírito de grupo e a capacidade de cooperação.

Este concurso desenvolve-se em três fases:

- A primeira fase - Cálculo mental - tem como objetivo do jogo escrever, dentro de um determinado período de tempo, uma expressão numérica cujo resultado é um número sorteado pelo computador, usando 4 números (de 1 a 9) e recorrendo a operações aritméticas (adição, subtração, multiplicação e divisão);

- A segunda fase - Perguntas de resposta de escolha múltipla - tem como objetivo dar resposta a questões, com dois níveis de dificuldade, que envolvem conhecimentos matemáticos ou a sua história;

- A terceira fase - Tarefa matemática - tem como objetivo resolver um problema ou uma tarefa de investigação, sendo fundamental a descrição e justificação dos procedimentos adotados.

Este ano letivo o concurso decorreu no passado dia 25 de maio, na Escola Superior de Viseu, pelo 15.º ano consecutivo.

O Agrupamento de Escolas de Tondela Cândido de Figueiredo, no âmbito da disciplina de Matemática, fez a seleção dos alunos através de um concurso interno, que se realizou dentro dos mesmos moldes do concurso distrital, tendo ficado apuradas as seguintes equipas:

- Do 1º ciclo: os alunos do Centro Escolar, Maria Leonor Coimbra, do 4ºA; Nuno Miguel Ferreira, do 4ºA e Tomás Ribeiro do 4ºC;

- Do 2º ciclo, da Escola Básica de Tondela os alunos: Lia Ribeiro, do 5ºF; Miguel Figueiredo, do 6ºB e Rafael Jesus, do 6ºC;

- Do 2º ciclo, da Escola Prof. Doutor Mota Pinto da Lajeosa do Dão os alunos: Catarina Ferreira Mendes, Filipa da Cruz Videira e Mateus da Silva Almeida do 5ºH.

Todos os alunos participantes estão de parabéns pelo seu empenho e qualidade de participação, sendo de salientar uma menção especial à equipa do 2º ciclo da Escola Básica de Tondela que alcançou o 1º lugar neste ciclo de ensino.

 

Tondela, 28 de maio de 2018

(rodar imagem)

Magazine Literacia 3Di - Agrup.Escolas Tondela Cândido Figueiredo

Eduardo.png

( Carregar na Imagem)

Agrupamento de Escolas de Tondela - Cândido de Figueiredo no programa da RTP

Este desafio pelo conhecimento decorre durante o ano letivo em três fases - local, distrital e nacional - com base em provas interativas disponibilizadas através da plataforma online Escola Virtual. Pretende-se com esta iniciativa contribuir para o desenvolvimento educativo, pessoal e social dos j...
RTP

Caminhada "O Que Nos Liga" em Tondela - 27 de maio

Liga.jpg

Com concentração marcada para as 09h00 (no Parque da Cidade), a participação faz-se através de uma inscrição, que confere o acesso a um kit de caminhada (c/ t-shirt exclusiva do evento, água e fruta), pelo valor de cinco euros, que reverte na íntegra para o Núcleo Regional do Centro da Liga Portuguesa Contra o Cancro.
No Dia do Voluntariado Comunitário ajude-nos a obter o recorde mundial pela maior mobilização comunitária na luta contra o cancro. Esperamos por si !

Comemorar o Dia da Europa

Europa 1.JPG

(carregar na imagem)

O dia 9 de maio,  também conhecido como Dia da Europa, comemora a Declaração Schuman, a declaração que deu origem à União Europeia  e à ideia da criação de um continente unido e em paz! . Esta declaração foi uma proposta da criação de uma entidade europeia supranacional avançada a 9 de maio de 1950 pelo estadista luxemburguês Robert Schuman.  

Este ano, a Escola Secundária de Molelos também se associou às comemorações do Dia da Europa através do seu Clube Europeu, dinamizado pelas professoras Dulce Fernandes, Manuela Matos e Paula Aresta.

O Clube Europeu  dinamizou ao longo de toda a manhã algumas atividades junto da comunidade escolar no âmbito destas comemorações. O hall de entrada foi o espaço escolhido para uma exposição de fotografias e a projeção de um filme, ambos alusivos ao último encontro transnacional entre alunos e professores no âmbito do Projecto Erasmus + : “P.A.N.T.A.R.E.I.”, que decorreu no Chipre, de 15 a 21 de abril, bem como para a divulgação da Europa e das suas instituições. 

Contudo, o ponto alto do dia, segundo os alunos, foi a degustação de iguarias típicas de diversos países europeus, confecionadas pelos alunos e professoras do clube, e que incluíram, por exemplo a afamada "Apfelstrudel" e a "Sachertorte", típicas dos países germânicos, os "Fairy cakes" ingleses, os deliciosos "Petit gâteau" da França e uma novidade trazida do encontro Erasmus+ no Chipre, a "Bougatsa", que foi muito bem recebida por todos. Contámos ainda com a colaboração das professoras e alunos da Educação Especial, os quais também meteram as mãos na massa para confecionarem bolinhos caseiros para a nossa mostra de iguarias. O Clube Europeu agradece a todos que colaboraram connosco para que esta atividade fosse um sucesso.

Para ser europeu e conhecer a Europa é necessário conhecer as suas gentes, a sua cultura, os seus hábitos, tradições e os seus sabores. Foi nesta perspectiva que o Clube Europeu celebrou este Dia da Europa, sem dúvida um dia diferente e bastante animado na Escola Secundária de Molelos! 

A nossa próxima atividade é a visita de estudo ao Centro Europe Direct, em Aveiro, já no dia 16 de maio. 

PROFESSORAS E ALUNAS DA ESCOLA SECUNDÁRIA DE MOLELOS NO CHIPRE

chipre.jpg 

No âmbito do Projecto Erasmus+ “P.A.N.T.A.R.E.I.” (Promoção das Áreas Naturais Turísticas e Agrícolas e das Riquezas Enogastronómicas Internacionais) duas professoras e quatro alunas da Escola Secundária de Molelos rumaram ao Chipre, entre os dias 15 e 21 de abril, a fim de participarem no II Encontro do seu projeto Erasmus+ de Parcerias entre Escolas.

Desta feita, a escola anfitriã foi a escola cipriota, que recebeu de uma forma fabulosa professores e alunos das restantes escolas parceiras de Portugal, Espanha, Itália e Hungria.

           No âmbito dos objetivos desta deslocação, conheceram os espaços mais emblemáticos da cidade de Limassol, a segunda do país, bem como outros pontos de interesse cultural e gastronómico da área envolvente.

Estes encontros são uma oportunidade singular e extraordinária para os nossos alunos contactarem com povos e culturas diferentes, promovendo deste modo valores essenciais como a tolerância, o respeito e a solidariedade no espaço Europa. É igualmente uma ocasião única para alargar os horizontes dos nossos alunos, bem como dar a conhecer o trabalho que professores e alunos têm vindo a desenvolver no âmbito deste projecto, bem como a nossa escola e a nossa região.

(rodar imagem)

GREVE - TRABALHADORES NÃO DOCENTES

AVISO

No dia 4 de maio de 2017 está prevista a greve dos Trabalhadores não Docentes. Assim, de modo a prevenir eventuais alterações do funcionamento das escolas, nomeadamente as condições mínimas de segurança para a permanência dos alunos nas escolas que compõem o agrupamento de Escolas de Tondela Cândido Figueiredo, solicitamos aos Sr. Encarregados de Educação, que estejam atentos à situação diligenciando no sentido de tal possibilidade tomando as devidas precauções.

 

Escola Básica de Tondela, 3 de maio de 2018

A Diretora

Helena Gonçalves

Nomeados os Professores do Ano

(O Jornal Online Pingos Online felicita Maria Cristina Simões, professora de Ensino Especial, no 1.º ciclo do ensino público, em Tondela (Escola Secundária de Molelos), por ser uma das finalistas, dá-lhe os parabéns e deseja-lhe boa sorte nesta fase final do concurso).

Já são conhecidos os dez finalistas do Global Teacher Prize Portugal, que pretende premiar professores excecionais. O vencedor, que será anunciado a 16 de maio, recebe 30 mil euros e fica automaticamente nomeado para o concurso mundial que se realiza em 2019. Para esta edição foram apresentadas 110 candidaturas.

O objetivo do Global Teacher Prize, promovido pela Fundação Varkey e conhecido como o "Nobel da Educação", é premiar professores que se tenham destacado pelo trabalho excecional e contribuído para a valorização da profissão.

Este é o primeiro ano em que Portugal participa, o prémio começou a ser atribuído em 2015. O vencedor a nível mundial recebe um milhão de dólares (mais de 821 mil euros ao câmbio atual).

Sete dos finalistas portugueses são professores do ensino público, os restantes três do privado, e abrangem todos os níveis de ensino, do pré-escolar ao secundário. Há também duas professoras do ensino especial.

Os finalistas são (por ordem alfabética):

Celso Costa é professor de Ciências e Humanidades do 3.º ciclo e secundário, do ensino privado, no Porto. Para além das aulas, desenvolveu um programa - o CSS Program - direcionado para o treino de competências transversais que possam capacitar alunos, neste momento entre o 9.º e o 12.º ano de escolaridade, para uma adaptação bem-sucedida ao mercado de trabalho.

Dulce Gonçalves é professora do Ensino Especial no 3.º ciclo e secundário, do ensino público, no concelho de Loures. Criou o projeto "Mentes Sorridentes", baseado em "mindfulness", com o objetivo de aumentar os níveis de atenção e concentração na sala de aula, com reflexo no aproveitamento escolar e diminuir o número de ocorrências de natureza disciplinar.



Jaime Rei é professor de Ciências e Robótica nos 7.º e 8.º anos, do ensino público, em Torres Vedras. A possibilidade de criar projetos em que os alunos se sintam úteis na sociedade, assim como lhes proporcionar a possibilidade de serem os atores principais na construção dos materiais e saberes a desenvolver nos projetos, é altamente transformadora na forma como os estes se realizam e na forma como olham para a escola.Tem alunos vencedores em concursos nacionais e internacionais.

Joana Simas é professora de História dos 5.º e 6.º anos, no ensino privado, na Amadora. Trabalha a integração crescente da tecnologia nos projetos que desenvolvo ao redor do currículo de História e Geografia de Portugal. Os alunos usam tópicos como a Revolução Francesa, recriando batalhas em "Minecraft", criam bandas desenhadas no "Comics Head" para representar a Revolução Liberal, ou animações no "PuppetMaster" para recriarem a Queda da Monarquia e a Instauração da República.

José Teixeira é professor de Ciências, no Ensino Secundário, do ensino público, em Chaves. Há 12 anos fundou, na Escola Secundária Fernão de Magalhães, o Clube do Ensino Experimental das Ciências (CEEC), com o intuito de conciliar ambas as vias de aprendizagem, formal e não formal. O projeto é aberto à comunidade, às iniciativas dos alunos e/ou professores, de custos muito reduzidos e que aproveita o material das escolas. É interdisciplinar, transversal e ajuda os alunos a encontrar a sua vocação.

Maria João da Silva Passos, Porte de Lima, é professora de Matemática e Ciências do 5.º e 8.º anos, do ensino público, em Ponte de Lima. A utilização dos surfaces com caneta (pen), dos telemóveis e das aplicações educacionais do office 365 permitiram-lhe desenvolver práticas educacionais mais inovadoras e motivadoras para os alunos. Tem feito workshops com os Encarregados de Educação com o intuito de lhes explicar, através da metodologia de trabalho que utiliza, o modo como podem ajudar os seus filhos/educandos a estudar em casa bem como a aprenderem, cada um ao seu ritmo.

Maria Francisca Serra é professora do Primeiro Ciclo, do ensino privado, em Lisboa. Desenvolve uma abordagem que parte da fusão entre a ciência e a criatividade. Tudo começa por adotar uma atitude, independente dos alunos ou do contexto, que valoriza a capacidade de criar relações inesperadas entre conteúdos distintos. Passa pela criação de um ambiente quase utópico em sala de aula, assente no respeito e na liberdade, estimulando os alunos a propor hipóteses, experimentar teorias, debater ideias e inventar soluções.

Maria Cristina Simões é professora de Ensino Especial, no 1.º ciclo do ensino público, em Tondela. Trabalha práticas educacionais inovadoras, pois assentam na implementação do constructo da qualidade de vida aos alunos que apoia, com base em oito domínios: desenvolvimento pessoal, autodeterminação, relações interpessoais, inclusão social, direitos, bem-estar emocional, bem-estar físico e bem-estar material. Como metas, pretende desenvolver a independência, a participação social e o bem-estar dos seis alunos com quem trabalha. Este modelo tem vindo a ser amplamente trabalhado em termos internacionais.

Nelson Soares é professor do pré-escolar, no ensino público, em Ponta Delgada. Na qualidade de educador de infância desenvolveu investigação-ação em contexto de sala de atividades, tendo em conta problemáticas que ia encontrando junto dos alunos. As questões alusivas ao género e à cidadania entram na escola por intermédio das crianças, integrando o quotidiano escolar. Porém, subsistem dificuldades na sua abordagem, bem como muitas vezes este assunto é "esquecido". Para colmatar estes pontos, criou um conjunto de atividades, visando a desconstrução de estereótipos de género.

Rosa Oliveira é professora de Português, no 3.º ciclo e secundário do ensino público, em Aveiro. O projeto que desenvolve, "Narrativas de Vida" tem por objetivo ajudar os alunos a lidar com seus problemas, comprometendo-os com a escola, a família e comunidade. Numa abordagem inclusiva, dinamiza oficinas de escrita com base em memórias / histórias da vida, permitindo conhecer melhor os alunos. Tem desenvolvido desde 2010 um método de investigação que auxilia a suplantar a escolarização com imaginação e criatividade, dando aos alunos a possibilidade de terem acesso à sua vocação literária natural e de recuperar o gosto por aprender, através do "educurar": isto é, educar e ao mesmo tempo curar.

Fonte: Jornal de Noticias